Homem mantém prima refém desde sexta-feira, 30, em mata de Minas

Sequestro foi planejado com ajuda de um outro familiar; suspeito está em liberdade condicional

Solange Spigliatti, estadão.com.br

03 Abril 2012 | 09h40

SÃO PAULO, 3 - Lindair Marques, de 32 anos, mantém a prima de 14 anos refém desde a última sexta-feira, 30,  em São Roque de Minas, no centro-oeste mineiro. Eles estão em uma mata dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra, de acordo com a Polícia Militar.

Os dois permaneciam nesta terça-feira, 3, escondidos na mata da zona rural do município. Segundo a PM, Lindair entrou em contato, via celular, com uma rádio local e exigiu o afastamento dos policiais do caso para liberar a adolescente. A rádio não quis se pronunciar.

Policiais vasculham a mata, com motos de trilhas, viaturas e helicópteros, e o Departamento de Operações Especializadas em Sequestro (Deosp) assumiu o caso, de acordo com a PM.

Na sexta-feira, 30, Marques, que está em liberdade condicional, foi à casa de Antônio Batista Sobrinho, que é seu primo e, de acordo com a polícia, ex-prefeito da cidade. Pediu dinheiro e, como não recebeu a quantia, levou a adolescente como refém.

O sequestrador teve ajuda de um outro parente, que segundo a polícia já está preso.

Mais conteúdo sobre:
sequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.