Homem mata sogra com pingüim de geladeira

A aposentada Maria Marilda Cunha, de 82 anos, foi encontrada morta nesta quinta-feira em seu apartamento, no centro da capital mineira. Ela foi assassinada e a polícia está investigando o crime, que teria sido cometido pelo genro da vítima, José Arnaldo de Almeida, de 65 anos. Ele esteve no apartamento da aposentada na quarta-feira à noite e foi encontrado morto pela manhã, afogado na lagoa da Pampulha, região norte da cidade.Almeida teria se suicidado amarrando pedras à cintura. Segundo a polícia, Maria Marilda apresentava oito perfurações pelo corpo. Ela estava caída na sala de jantar e tinha ferimentos nas costas, na cabeça e no tórax. Pedaços de um pingüim de geladeira foram apreendidos pelos policiais. A suspeita é de que a louça do objeto decorativo tenha sido usado como arma pelo assassino para fazer os cortes. Os peritos da Polícia Civil recolheram a fita do sistema de segurança do prédio. Nela está gravada a movimentação dos últimos sete dias na portaria e nos elevadores do edifício. De acordo com depoimento de familiares aos policiais, recentemente, a aposentada teria se recusado a emprestar dinheiro ao genro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.