Divulgação
Divulgação

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Homem morre atingido por poste após passagem de ciclone no RS

Estruturas atingiram um motociclista de 51 anos em Pelotas; ventos chegaram à velocidade de 100km/h no Estado

Luciano Nagel, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2016 | 16h53

PORTO ALEGRE - Um motociclista morreu em Pelotas, no interior do Rio Grande do Sul, após ter sido atingido por postes de energia elétrica que caíram na pista por onde trafegava durante a passagem de um ciclone extratropical.

O acidente ocorreu na noite de segunda-feira, 12, na Rua Carlos Gotuzzo Giacoboni, e a morte de Eliezer Dias da Rosa, de 51 anos, foi confirmada nesta terça. Rosa chegou a ser levado para o Hospital de Pronto Socorro de Pelotas, mas não resistiu.  

Segundo a estação meteorológica da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), os ventos ultrapassaram os 80km/h durante a noite de segunda. Na madrugada desta quarta-feira, 14, as rajadas de ventos chegaram a 100km/h no Rio Grande do Sul. 

Os fortes ventos foram registrados, em maior parte, na região sul do Estado, como nos municípios de Chuí e Canguçu. Em Porto Alegre, os ventos atingiram a velocidade média de 80km/h, deixando as águas do Lago Guaíba agitadas, impróprias para a navegação.

No Uruguai, a passagem do ciclone extratropical deixou mais de 300 mil sem energia elétrica. Os ventos, segundo a MetSul Meteorologia chegaram a 125km/h entre a noite de terça-feira, 13, e a madrugada desta quarta. Autoridades uruguaias confirmaram a morte de um motociclista, nessa terça-feira, atingido por uma árvore que caiu por causa das rajadas de ventos .

Já na Argentina, o fenômeno atingiu a região de Buenos Aires causando ventos superiores a 140km/h.            

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.