Homem morto em SP pode não ser morador de rua

O homem encontrado morto nesta madrugada na zona sul de São Paulo pode não ser o sétimo morador de rua morto a pancadas na cidade, como afirmou a Polícia Militar pela manhã. O delegado titular do 83.º Distrito Policial, Adilson José Vieira Pinto, onde foi instaurado o inquérito, afirmou que os indícios reunidos até agora não permitem afirmar que se trate de um morador de rua.?Ele estava com a roupa do corpo, sem nenhum objeto. Morador de rua quase sempre anda com sacolas, com cobertor. O delegado de plantão foi ver o corpo. Ele estava limpo, tinha as unhas cortadas, limpas, a barba feita.? O homem era branco, magro, tinha aproximadamente 1m75 e aparentava 25 anos. Ao contrário dos moradores de rua mortos no centro, ele tinha marcas de agressão pelo corpo. O corpo foi encontrado na altura do número 160 da rua Roldão Eufrásio Leal, no Jardim Imperador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.