Homem que atropelou crianças dirigia com faróis apagados

Edson de Freitas Júnior, de 31 anos, dirigia seu Gol em alta velocidade e com as luzes apagadas quando invadiu a pista Expressa Sul, que estava interditada e servia de ponto de lazer da população da vizinhança, em Praia Grande, ao atropelar quatro pessoas, duas delas crianças que morreram no local. Ele tentou fugir, mas encontrou outra barreira e, ao voltar, atropelou mais duas pessoas, matando uma e ferindo a outra.O motorista foi preso em flagrante e vai responder por três homicídios dolosos e por lesão corporal culposa. Em seu carro, a polícia encontrou nove latas e uma garrafa de cerveja vazias e realizou coleta de sangue para determinar o estado de embriaguez. Freitas Júnior passou o dia preso da Delegacia Sede de Praia Grande e vai ser transferido para o Dacar-10, na mesma cidade.Tudo começou por volta das 22 horas de ontem. Crianças brincavam na pista interditada, na altura da Vila Tupy, e nem perceberam um carro se aproximando em alta velocidade e com os faróis apagados. Quatro crianças foram atingidas: William dos Santos Rodrigues, de 8 anos, Lucas Gabriel Dantas de Souza, de 3 anos, que ficaram feridos e foram atendidos no pronto socorro e os irmãos Leandro, de 3 anos, e Carolina Ramirez Soares, de 9 anos, que morreram no local.Depois de ter atropelado as crianças, Edson de Freitas Júnior fugiu e, na delegacia de Polícia, alegou que teve de fugir porque seria linchado. Ele percorreu mais um quilômetro na pista inacabada e atropelou mais duas pessoas: Ana Paula Carvalho Santos, de 25 anos, que morreu no local, e Jhonny Carlos Pimentel, de 16 anos, que sofreu fraturas múltiplas na perna e terá de passar por cirurgias. Pouco depois o carro foi avistado por uma patrulha da polícia, que deteve o motorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.