Homem se suicida saltando do 8º andar do Edifício São Vito em SP

Apesar de o Edifício São Vito, entre a Av. do Estado e a Rua Mercúrio, em frente ao mercado Municipal, região central da cidade de São Paulo, estar lacrado pela Prefeitura, um homem entrou no prédio, na noite deste sábado, subiu até o 8º andar e saltou, suicidando-se. O corpo, ainda não identificado, caiu na parte de traz do edifício, na Praça São Vito. Profissionais da Polícia Científica foram acionados para fazer a perícia no local e, se possível, tentar identificar o morto.A polícia não sabe informar como aquele homem, que aparenta ter 30 anos, entrou no prédio que já abrigou uma população de cerca de 1.200 pessoas. Vazio desde 2004, o São Vito, um edifício construído há 45 anos, de 21 mil metros quadrados, 25 andares, com 600 quitinetes, é hoje alvo de uma grande polêmica. Há quem defenda que deve ser reformado e abrigar famílias de baixa renda, proposta que consumiria alguns milhões de reais. Em contraponto, a proposta mais simpática à atual administração é a de que seja demolido, o que resultaria numa pilha de entulho da altura de oito andares. A princípio, implosão já foi descartada, pois há outro edifício residencial justaposto a ele, que não resistiria ao impacto. Por isso, a proposta é de que seja demolido através de trabalho braçal, que demoraria muito mais tempo do que pode esperar o urgente projeto urbanístico para a região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.