Homem tenta escapar de seqüestro e é morto

Um seqüestro relâmpago na zona oeste de São Paulo terminou na noite desta terça-feira com o assassinato do supervisor de informática Wilson Roberto Franco de Oliveira, de 40 anos. Por volta de 21 horas, ele e uma colega de trabalho, cujo nome não foi revelado, estavam em um Pálio no estacionamento do hipermercado Extra Anhangüera, quando foram abordados por dois bandidos.Dominado, o casal foi obrigado a passar para o banco traseiro do carro, e um dos ladrões assumiu a direção. Saindo do estacionamento, seguiu pelas marginais até as proximidades da Cidade Universitária.Na altura do 4.183 da Avenida Escola Politécnica, Oliveira e sua colega tentaram escapar. Eles aproveitaram uma parada do veículo, abriram as portas traseiras do carro e saíram correndo, cada um para um lado.Após dispararem contra Oliveira, os bandidos abandonaram o carro e fugiram a pé. Quando a garota viu que eles já não estavam nas proximidades, voltou e descobriu o amigo ferido. Atingido no peito, Oliveira chegou a ser socorrido no Hospital Municipal Degnini, mas não resistiu.Vítima libertadaPoliciais libertaram na manhã desta quarta-feira a vítima de seqüestro relâmpago Cíntia Moscolini, de 25 anos, e prenderam em flagrante dois bandidos na Rodovia dos Imigrantes, em São Bernardo do Campo.Uma testemunha viu quando Cíntia foi abordada na Avenida Tiradentes, em São Paulo, e avisou a polícia. O carro da vítima foi interceptado pela PM na Avenida Abraão de Moraes, altura da Ribeiro Lacerda, mas não parou. A perseguição então continuou pela Rodovia dos Imigrantes.Para fugir do cerco policial, os bandidos chegaram a furar o pedágio do km 32, rompendo a cancela, e só foram detidos num bloqueio montado na região de serra da rodovia, na altura do km 41. Raimundo Nonato Costa Reis, de 32 anos, e Ulisses Roberto Cerullo, de 20, foram presos em flagrante. A vítima foi libertada e passa bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.