Divulgação
Divulgação

Homem troca cachorro da família por crack no RS

SÃO PAULO - A filhote da raça yorkshire usada como pagamento na compra de crack, Meg, foi resgatada durante operação da Polícia Civil, em São Leopoldo, no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul, na última sexta-feira, 15. Duas pessoas foram presas e uma menor apreendida na ação.

Da Central de Notícias,

18 Junho 2012 | 14h37

Segundo o delegado titular da 3ª Delegacia de Polícia, Alencar Carraro, o animal avaliado em torno de R$ 800,00 foi furtado da mãe pelo usuário M.L.S, de 47 anos, e trocado por drogas em uma boca de fumo instalada em São Geraldo. Além da cachorra, o usuário também ofereceu a esposa, mãe de dois filhos, para a prostituição, segundo a polícia.

Durante as investigações, a polícia descobriu que Meg estava na casa do traficante Paulo Ricardo Pereira, de 41 anos, que foi preso na Operação. O cão teria sido presenteado por ele a uma filha, segundo a polícia.

Além do animal, os policiais apreenderam drogas (crack e maconha), dinheiro, balança de precisão e uma motocicleta. Além disso, foi preso e autuado em flagrante o traficante Rogério Alencar Machado Rodrigues, de 43 anos, que comercializava drogas em casa na presença de dois filhos menores, informou a polícia.

Durante a ação, realizada nos bairros São Geraldo e Feitoria, também foram presas três pessoas preventivamente pelos crimes de homicídio.

De acordo com o delegado, Meg será entregue à família na tarde desta segunda-feira, 18. O usuário M. foi preso por roubo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.