Homens da Força Nacional chegam a Maceió nesta sexta

Os agentes vão ajudar a PM no combate à criminalidade da cidade; presidente Lula visita o Estado no mesmo dia

Ricardo Rodrigues, de O Estado de S.Paulo,

27 de março de 2008 | 21h33

Cerca de 40 agentes da Força Nacional de Segurança desembarcam nesta sexta-feira, 28, em Maceió, para ajudar no combate à criminalidade no Estado. Os agentes serão recebidos pelo comando da Polícia Militar de Alagoas, na sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), onde ficarão instalados. A chegada da tropa, vinda do Maranhão, está prevista para acontecer às 11 horas.   Segundo o secretário estadual de Defesa Social, delegado Paulo Rubim, os agentes vão atuar em conjunto com a PM e a Polícia Civil em operações de desarmamento, combate ao tráfico de drogas e crimes de pistolagem. A reforço das tropas federais foi anunciada, última terça-feira, 25, pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, na cerimônia de posse de Paulo Rubim, que é delegado aposentado da PF.   Os agentes da Força Nacional chegam ao Estado no mesmo dia da visita do presidente Lula às obras do Canal do Sertão, em Delmiro Gouveia, a 330 quilômetros de Maceió. Após vistoriar a obra, Lula assina ordens de serviço relacionadas com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que deve liberar cerca de R$ 640 milhões para as obras do Canal do Sertão.   Lula e governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) farão um sobrevôo de helicóptero na área do Canal do Sertão. Em seguida, eles fazem uma inspeção em terra à obra hídrica, a maior do Nordeste dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Acompanhados de autoridades convidadas, cumprimentarão diretores, engenheiros e operários responsáveis pela obra.   Após a visita ao canal, o presidente e o governador se deslocarão de helicóptero para Delmiro Gouveia, local onde serão anunciadas as ações em favor de Alagoas e do Sertão. Lula assina protocolos de cooperação federativa do Programa Territórios da Cidadania e instala o Comitê Estadual de Articulação desse programa federal, que visa combater as desigualdades sociais em regiões de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).   O presidente Lula também deverá abordar a questão da interiorização da Ufal, o programa Bolsa Família, a cadeia produtiva do Sebrae e ações de saneamento para o município. Depois, o presidente retorna à Paulo Afonso e segue para Brasília em vôo especial da Força Aérea Brasileira.   Canal de 250 quilômetros   O Canal do Sertão é uma obra modular de 250 quilômetros de extensão, com investimentos incluídos no PAC. O primeiro módulo terá 45 quilômetros de extensão e, a partir da sua conclusão, que deverá ocorrer até o início do próximo ano, já poderá ser utilizado para geração de emprego e renda na região. O canal é de uso múltiplo, podendo disponibilizar água para abastecimento humano e animal, piscicultura e agricultura irrigada, dentre outros usos.   O objetivo é o de melhorar o nível de vida da população dos municípios beneficiados, com a população desenvolvendo atividades econômicas sustentáveis, ajudando na desconcentração econômica em favor das regiões mais desfavorecidas do Estado. Terá uma área de abrangência de seis microrregiões, envolvendo 42 municípios - 48% da população alagoana.   Greve da Polícia   Os policiais civis de Alagoas ficaram quase sete meses em greve, exigindo melhores condições de trabalhos e equiparação salarial com os peritos criminais. No dia 27 de fevereiro, após uma assembléia geral da categoria, os policiais voltaram ao trabalho ao aceitar uma proposta de reajuste salarial de 36,7% e adicional noturno de 7,2%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.