Elza Fiúza - ABr/Divulgação
Elza Fiúza - ABr/Divulgação

Homens encapuzados ateiam fogo em morador de rua no DF

Edivan da Lima Silva, de 48 anos, está internado em estado grave; ele foi atacado enquanto dormia em praça da cidade do Guará

Agência Brasil

01 de agosto de 2013 | 17h14

BRASÍLIA - O morador de rua Edivan da Lima Silva, de 48 anos, está internado em estado grave no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), com queimaduras em 63% do corpo. Três pessoas encapuzadas jogaram gasolina em Silva enquanto ele dormia em uma praça no Guará, cidade do Distrito Federal a 10 quilômetros de Brasília, por volta de 5h38 desta quinta-feira, 1.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que o quadro de Silva é "estável". Segundo o boletim médico, ele respira "com ajuda de máscara de oxigênio".

Silva foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar. A Polícia Civil informou que havia quatro moradores de rua dormindo no local no momento do crime. O caso é investigado pela 4ª Delegacia de Polícia do Guará.

O delegado Jeferson Lisboa Gimenes, responsável pelo caso, disse que as três pessoas encapuzadas jogaram material inflamável perto do local onde os moradores dormiam. Segundo Gimenes, a polícia trabalha com a suspeita de brigas entre moradores de rua. Para ele, o alvo não era Silva, mas sim um homem que conseguiu fugir.

Há 16 anos, um grupo de adolescentes ateou fogo no índio Galdino Jesus dos Santos, na Asa Sul, em Brasília. Ele morreu no hospital.

Tudo o que sabemos sobre:
morador de rua

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.