Homens morrem em combate a incêndio em área turística de Minas

Presidente de Sindicato Rural teve mais de 60% do corpo queimado e está internado em estado grave; mil hectares já foram queimados

Rene Moreira, Especial para O Estado

16 Outubro 2014 | 17h01

Texto corrigido às 18h10

FRANCA - Dois homens morreram durante o combate ao incêndio que atinge a Serra do Moleque, em Carrancas (MG), há mais de 48 horas. Os corpos de Raimundo Ferreira Coimbra e Paulo Carolino da Silva, que trabalhavam como voluntários, foram resgatados na noite desta quarta-feira, 15.

A prefeitura local decretou situação de emergência e luto oficial de três dias pelo ocorrido. O presidente do Sindicato Rural da cidade teve mais de 60% do corpo queimado e está internado em estado grave em Belo Horizonte. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma linha de fogo de cerca de 15 quilômetros e mais de mil hectares já foram queimados. Cerca de 30 bombeiros e militares da região trabalham no local.

Atração. Uma das possibilidades para o incêndio é que as chamas tenham começado em razão de fogos de artifício que foram soltos na região. A cidade é muito visitada por suas belezas naturais e serviu de cenário para cenas da novela Império, exibida pela TV Globo.

Mais conteúdo sobre:
Minas Gerais Carrancas incêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.