Horário de circulação de caminhões vai mudar em São Paulo

Os caminhoneiros autônomos e as empresas de transporte que quiserem circular em áreas comrestrição devem solicitar à Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, a partir de janeiro, o cartão-caminhão.Essa foi uma das principais mudanças de portaria publicada no último sábado no Diário Oficial do Município, que aumentou em uma hora o período autorizado de circulação desse tipo de veículo na região central.Atualmente, os caminhoneiros utilizam uma autorização especial para circular em zonas de restrição, localizadas, principalmente,no centro expandido. O cartão-caminhão, de acordo com o assessor técnico da secretaria José Antonio Oka, permitirá diluir o trânsito durante o dia e facilitará a fiscalização."A portaria juntou em um só documento todas as exceções de transporte, como caminhões de entrega de produtos que precisam fazer seu trabalho durante o dia", explicou o técnico.Para solicitar o cartão-caminhão, as empresas devem entrar com um processo na secretaria, informando as placas dos veículos e em que horário precisam circular. O documento será cobrado, mas ainda não foi definido o custo.A Prefeitura calcula que 200 mil caminhões circulem diariamente pela cidade, metade deles em áreas com restrição. Ao mesmo tempo em que o horário de circulação em áreas restritas -hoje entre as 9 e as 15 horas, de segunda a sexta-feira - será estendido até as 16 horas, sem restrição aos sábados, toda a sinalização será trocada."Com a substituição da sinalização, os motoristas e fiscais saberão que áreas estarão permitidas ou proibidas", disse Oka. As novas regras valem para caminhões de pequeno porte com até 2,2 metros de largura. Em algumas áreas, como as residenciais, o tráfego de caminhões continuará proibido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.