Horário de verão acaba e trens circulam até mais tarde

Termina hoje à meia-noite o horário de verão 2008-2009. Os moradores das Regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste do País deverão atrasar seus relógios em uma hora. Os trens da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) funcionarão por uma hora a mais: até as 2 horas de domingo, pelo horário antigo. Os ônibus intermunicipais da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) também farão uma partida extra após a virada. As estações da CPTM reabrem no domingo, a partir das 4 horas do novo horário, e as do Metrô, às 4h40. Já as companhias aéreas deixarão de voar por uma hora, após a mudança dos ponteiros. Segundo a Gol e a TAM, os voos que partem até as 23h59 seguirão o horário antigo nos Estados onde vigora a medida. Aqueles marcados para depois da meia-noite, partirão segundo o novo horário. Nesse intervalo de 60 minutos não haverá saídas de aviões. Os cálculos preliminares do governo dão conta de que, durante a vigência da medida, houve uma economia média de energia de 2 mil megawatts (MW) no horário de pico, entre 18 e 20 horas. No sistema Sudeste-Centro-Oeste, a redução da demanda foi de 1,5 mil MW e, no Sul, de 500 MW. Essa edição do horário de verão havia sido iniciada no dia 19 de outubro. Praticada no Brasil desde 1932, a medida tem por objetivo, além da economia de energia propriamente dita, garantir a segurança no abastecimento de energia. A mudança nos relógios reduz o consumo entre o fim da tarde e o começo da noite. Assim, o sistema elétrico opera com folga, reduzindo o risco de apagão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.