Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Horário de verão reduzirá demanda por energia em até 5%

Mudança começa no próximo dia 18 e vai até 21 de fevereiro nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul do País

REUTERS

29 de setembro de 2009 | 11h48

O horário de verão vai reduzir entre 4% e 5% a demanda de energia elétrica no País, o que significa uma economia de 1.800 megawatts nas regiões Sudeste e Centro-Oeste e de 500 MW na região Sul, informou nesta terça-feira, 29, o presidente do Operador Nacional do Sistema (ONS), Hermes Chipp. O horário de verão começa no próximo dia 18 e vai até 21 de fevereiro.

De acordo com Chipp, a economia de energia no momento não é tão importante para o País, como em anos anteriores, mas contribui para o aumento de segurança do sistema.

"O importante não é a economia, mas a redução de demanda no horário de pico", disse a jornalistas durante evento de energia no Rio de Janeiro.

O Brasil tem seu parque gerador concentrado principalmente em energia hidrelétrica e o período abundante de chuvas deste ano garante pleno abastecimento. Com a sobra de energia, as usinas termelétricas não estão sendo acionadas.

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
horário de verão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.