Hosmany desembarca sob forte esquema de segurança

Condenado por homicídio, o ex-médico foi capturado na Islândia e chegou ao Brasil nesta madrugada

Sandro Villar, especial para O Estado de S.Paulo

06 de março de 2010 | 13h25

O ex-médico cirurgião plástico Hosmany Ramos, de 62 anos, desembarcou no aeroporto de Presidente Prudente, interior de São Paulo, sob forte esquema de segurança na manhã deste sábado. Com metralhadoras, cerca de seis agentes da Polícia Federal, ocupando duas viaturas, aguardavam o médico na pista.

Assim que desceu do avião da Passaredo, que pousou às 11h05, Hosmany foi algemado e colocado em uma perua da Polícia Federal, que não permitiu entrevista alegando que a operação era de risco. Com a barba branca e roupa escura, ele usava capuz e óculos também escuros. A operação durou cerca de cinco minutos entre o desembarque e a entrada de Hosmany no carro da PF.

 

O ex-cirurgião foi levado para o presídio de Junqueirópolis e, também por questão de segurança, a Polícia Federal fez um trajeto alternativo até a cidade, que fica na Alta Paulista. Ele chegou ao Brasil nesta madrugada, após ser extraditado da Islândia.

 

Condenado a 43 anos no Brasil por homicídio, sequestro e roubo, entre outros crimes, o ex-médico foi preso em agosto de 2009, com passaporte falso do irmão morto, quando tentava embarcar para o Canadá. Ele estava encarcerado desde 1981 e cumpria pena no interior paulista. Beneficiado pela saída de Natal, no fim de 2008, Hosmany fugiu do país. A defesa dele vai recorrer para que o cliente cumpra o restante da pena em Tocantins (terra natal).

Tudo o que sabemos sobre:
Hosmany RamosprisãoIslândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.