Hospital das Clínicas paralisa atividades em Ribeirão Preto

Pelo menos 50% dos cinco mil servidores do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, em São Paulo, paralisaram as atividades hoje. Eles aderiram à manifestação estadual da categoria, que reivindica a incorporação das gratificações ao salário-base, correção da inflação (22%) entre agosto de 2001 e março deste ano, jornada máxima de 30 horas semanais e equiparação do vale-alimentação de R$ 8,50.Só atendimentos e urgência e emergência foram mantidos por médicos residentes e docentes. O hospital realiza cerca de 6 mil consultas diariamente. A meta é realizar a paralisação apenas nesta terça-feira, mas isso depende dos resultados das negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.