Hospital de campanha é desmontado em Nova Friburgo

Com o restabelecimento dos serviços públicos de saúde na cidade, estrutura não é mais necessária

Solange Spigliatti, Central de Notícias

24 de janeiro de 2011 | 16h19

SÃO PAULO - O Hospital de Campanha (Hcamp) do Corpo de Bombeiros, instalado há 11 dias em Nova Friburgo, uma das cidades da região serrana do rio atingidas pelos temporais, foi desativado nesta segunda-feira, 24, após quase dois mil atendimentos.

 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), o hospital foi desmontado em virtude do restabelecimento dos serviços públicos de Saúde em Nova Friburgo (postos de saúde, UPA e hospitais).

 

A unidade realizou durante o período um total de 1.780 atendimentos, tanto de pacientes com ferimentos leves, quanto aqueles em estado mais grave, que depois de estabilizados foram transferidos para outra unidade capacitada a atender casos de maior complexidade.

 

No hospital de campanha foram realizados ainda 78 atendimentos pelo serviço de psicologia, 833 pelo serviço social, 755 exames laboratoriais e 135 tomografias, realizadas pelo tomógrafo móvel montado ao lado da estrutura.

 

Do total de 1.780 atendimentos realizados no Hcamp, a maioria foi de urgências cardiovasculares (infartos, arritmias), doenças neurológicas (Acidente Vascular Encefálico e crises convulsivas), urgências metabólicas (hiperglicemia - pacientes com níveis altos de glicose no sangue), ferimentos (cortes e feridas), trauma, diabetes, hipertensão arterial e crises respiratórias (asma).

 

Assim como em Nova Friburgo, a Sesdec montou um Hcamp também na cidade de Teresópolis, para ajudar no atendimento às vítimas das enchentes e deslizamentos da madrugada do dia 12 de janeiro, mas a unidade foi desmontada no dia 19, quando a rede pública de saúde naquele município voltou a operar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.