Hospital do Rio poderá ter vidros à prova de balas

Foi provado ontem em regime de urgência pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, um projeto de lei que determina a instalação de vidros à prova de balas nas portas e janelas do Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, centro da cidade. A instituição é vizinha ao Morro do São Carlos e é alvo constante de tiros dos traficantes da favela. Para o deputado Paulo Ramos (PDT), policial militar reformado, a situação é absurda. ?Os enfermeiros trabalham assustados", conta ele. O texto segue para apreciação da governadora Rosinha Matheus, que pode sancionar ou vetar a lei.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.