Hospital envia médico nas casas das crianças mortas

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Ronaldo César Coelho, determinou hoje que o hospital envie equipes médicas nas residências de 20 crianças que foram retiradas do Salgado Filho pelos pais depois das mortes. As crianças serão submetidas a avaliação médica e posteriormente encaminhadas ao próprio hospital ou outras instituições de saúde da cidade.A morte de quatro crianças no hospital Salgado Filho, na zona norte da cidade, começou a ser investigada hoje pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde Pública. A suspeita é que as crianças, que morreram em intervalo de 48 horas, nas noites de quinta e sexta-feira, no setor de pediatria do hospital, tenham ingerido a substância succinil colin, forte anestésico que provoca parada respiratória, por erro médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.