Hospital gaúcho interdita 15 leitos de UTI após contaminação por nova superbactéria

Ministério da Saúde investiga presença de NDM, resistente a antibióticos

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

08 Maio 2013 | 20h00

PORTO ALEGRE - O Ministério da Saúde interditou 15 leitos da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Conceição, em Porto Alegre, para desinfecção, nesta quarta-feira, dia 8. O local está contaminado pela superbactéria New Delhi Metallobetalactamase (NDM), resistente a antibióticos, detectada pela primeira vez no País e já encontrada em hospitais dos Estados Unidos, Canadá e alguns países latino-americanos.

O ministro Alexandre Padilha, que visitou as instalações do Conceição, disse que a redução de leitos da UTI será  compensada pela abertura de outros dez na capital gaúcha e cinco em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. Além da NDM, há relatos recentes de pacientes infectados com outra superbactéria, a KPC, no mesmo hospital. A Controladoria Geral da União fará uma inspeção no hospital, que é federal, para verificar se a presença das bactérias está relacionada a algum problema de gestão.

Desde o final do ano passado foram constatados quatro casos de colonização de internados pela NDM. Nesses casos a presença da bactéria não se manifesta com infecção. Um dos pacientes morreu em decorrência de outras causas. Os demais evoluíram para a cura das doenças que tratavam. Houve ainda um quinto caso, com infecção, que também evoluiu para a alta.

Mais conteúdo sobre:
Superbactéria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.