Hospital público troca corpo de pacientes em Salvador

Funcionário que cuida da liberação das macas com corpos para ao Instituto Médico Legal acabou trocando duas pacientes que haviam falecido na quarta, 18

Marília Lopes, estadão.com.br

19 de agosto de 2010 | 16h06

SÃO PAULO - O hospital estadual São Jorge, em Salvador, trocou os corpos de duas pacientes que faleceram na instituição na quarta-feira, 18. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o erro foi cometido por um funcionário que cuida da liberação das macas com corpos para ao Instituto Médico Legal (IML). Ele não seguiu o protocolo de segurança de liberação de corpos, o que ocasionou o erro.

 

Os dois corpos seriam encaminhados ao IML, um deles foi liberado primeiro pelo 3º DP de Salvador, mas, com o erro, o outro é que foi primeiramente levado ao IML. Quando o corpo já havia sido liberado pelo Instituto, a família percebeu o erro. O hospital foi comunicado e a troca desfeita.

 

As duas mulheres deram entrada ao hospital com ferimentos graves e vieram a falecer ontem, uma delas era idosa. A causa morte ainda não foi divulgada pelo IML.

 

O hospital São Jorge abriu uma sindicância para averiguar o caso. O funcionário apontado como culpado deve ser ouvido ainda nesta semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.