Hotéis de SP estão lotados no Réveillon

O apagão aéreo, caos nas estradas e a onda de violência no Rio estão favorecendo os hotéis de São Paulo, que fecham 2006 com recordes de ocupação para as festas de réveillon. A já tradicional ceia promovida pelos hotéis chiques da capital vai atrair mais gente que, sem a opção de viajar, quer ao menos fazer um programa diferente na virada do ano.No Hotel Hilton Morumbi, as vendas de pacotes para o réveillon aumentaram 40% em relação ao ano passado. O hotel oferece duas opções de comemoração - uma no salão de festas e outra no restaurante Canvas, com preços na faixa de R$ 1 mil - que já estão lotadas desde o dia 18. E há uma lista de espera de 80 pessoas. A opção de se hospedar no hotel, mas sem direito às festas, também teve um aumento na procura em torno de 10%. Mas ainda há vagas. A suíte presidencial do hotel pode ser reservada por R$ 12.500 o casal, com direito a ceia particular e bebidas como uísques e vinhos importados. PacotesNos hotéis da rede Accor - que administra marcas como Sofitel, Mercure e Ibis - a procura por ceias e pacotes de ano-novo cresceu em torno de 50%, de acordo com o diretor de Operações da rede, Orlando Souza. Em alguns hotéis, como o Mercure Ibirapuera, próximo ao parque, metade dos 350 apartamentos já está ocupada para o réveillon. As ceias nos dois restaurantes do hotel também já estão lotadas. ?Agora, só se entrar na lista de espera?, diz Souza. No Hotel Hyatt, na Avenida das Nações Unidas, o quadro se repete: não há vagas para ceias nos três restaurantes do hotel.

Agencia Estado,

30 de dezembro de 2006 | 19h17

Tudo o que sabemos sobre:
reveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.