Hotéis do Rio estão quase lotados para o réveillon

Quem pretende passar a virada do ano no Rio, mas não fez reserva em hotel, vai ter dificuldade para encontrar vaga nos estabelecimentos da zona sul e na Barra. Em Ipanema e Leblon, por exemplo, 99% dos leitos já estão ocupados, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih). No Leme e em Copacabana, onde será realizado o principal show pirotécnico do réveillon, a situação é um pouco mais favorável para os retardatários: a taxa de ocupação é de 91%, abaixo da registrada na Barra da Tijuca e em São Conrado (93%).Para os turistas que só decidiram vir ao Rio na última hora, as opções de hotéis são poucas. Ainda há vagas, por exemplo, no luxuoso hotel Meridien, conhecido por sua tradicional cascata de fogos, que este ano vai durar quatro minutos. Porém, o valor do pacote de quatro noites deve restringir a procura: R$ 6.400, mais 15% de taxa de serviço. Quatro hotéis da rede Othon situados na orla da zona sul e outro localizado nas proximidades do Aeroporto Santos Dumont, no centro, também têm leitos disponíveis. Por noite, os preços variam de R$ 200 (centro) a R$ 600 (orla), mais a taxa de serviço.De acordo com a Abih, a média de ocupação nos hotéis das zonas sul e oeste aumentou 2% em comparação com o mesmo período do ano passado: passou de 92,33% para 94,33%. O número de estrangeiros na cidade também subiu 12%. Já no Estado do Rio, o número de leitos ocupados quase dobrou em municípios como Conservatória e Vassouras (90% contra 50% em 2002). Em Cabo Frio, Búzios e Paraty, a procura também foi grande. A taxa registrada naquelas localidades está em torno dos 90%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.