Hotéis investem em ''babás de rico''

Disputa por clientes vips inclui mimos e atendimento personalizado

Márcia Vieira, O Estadao de S.Paulo

22 de novembro de 2008 | 00h00

O nome chique é gerente de guest service ou guest relations. Mas a experiente Tina Prado Lopes, formada em hotelaria, há um ano e meio no cargo no Hotel Fasano, na Praia de Ipanema, no Rio, não tem pudores em definir em português claro a sua função. "Sou uma babá de luxo com muita honra", diz, impecavelmente vestida, muito elegante com os longos cabelos presos em rabo de cavalo, maquiagem suave e delicados brincos na orelha. O trabalho de Tina é inventar mimos para agradar aos hóspedes que pagam diárias de até R$ 4.800 (sem taxas incluídas, nem café da manhã) na melhor suíte do hotel, a deluxe. Um luxo de 130 metros quadrados de frente para o mar de Ipanema, com vista para o Arpoador e móveis assinados pelo arquiteto Sérgio Rodrigues.Tina se preocupa com os mínimos detalhes. Desde espalhar centenas de pétalas de rosas no chão para um casal em lua-de-mel até passear com o cachorrinho do hóspede pelo calçadão e, é claro, recolher a sujeira do animal com um saquinho plástico. Foi o trabalho de Tina e Gabrielle Espíndola, subgerente de guest service, que encantou a modelo russa Natalia Vodianova na temporada que passou na cidade durante o Rio Summer, a semana de desfile de moda praia. Quando a top model chegou à suíte, encontrou uma cabana de índios e brinquedos para os três filhos, além de roupões de banho para a família toda com os nomes bordados. O de Lucas, de 7 anos, e o de Victor, de 1, tinham as letras em azul. O de Neva, de 2, em rosa. Tem mais. Quando voltava da praia, Natalia e o marido, Justin Portman, encontravam a banheira prontinha para relaxar num banho de espuma. Além, é claro, de ganhar sandálias havaianas, pacotes diários de biscoito de polvilho Globo, copos de mate e água-de-coco, uma espécie de kit básico para se sentir uma verdadeira carioca de Ipanema. As crianças ganhavam biscoitos com seus nomes escritos. Um charme.O Fasano, do empresário paulistano Rogério Fasano, é expert em agradar a hóspedes vips - ou melhor, muito vips. Assim como outros hotéis sofisticados da cidade que criaram uma longa lista de mimos, ou amenities, como eles costumam chamar os agrados. O tradicional Copacabana Palace é pioneiro na tarefa de seduzir hóspedes famosos ou muito ricos que ficam em uma das sete penthouses do sexto andar ao preço de R$ 4.200 a diária (sem incluir taxas e café da manhã). Na lista dos vips que já passaram pelo hotel fundado há 85 anos pela família Guinle estão o pop star Mick Jagger, o estilista Valentino, a top Gisele Bündchen, o príncipe Charles e Lady Di.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.