Hotéis lotados neste mês em SP

É a previsão da Secretaria de Turismo, com eventos como a Mostra de Cinema e o Salão do Automóvel

Lais Cattassini, O Estadao de S.Paulo

19 Outubro 2008 | 01h00

São Paulo tornou-se um dos mais importantes pontos turísticos do Brasil e o primeiro destino dos turistas brasileiros. Em setembro, a ocupação hoteleira foi a maior para o mês nos últimos 20 anos, 76,5%, segundo a São Paulo Turismo (SPTuris). Para este mês, a Secretaria Municipal de Turismo espera números mais animadores, com reservas em hotéis atingindo 100% - na quarta, o guia Lonely Planet colocou a capital entre as dez cidades do mundo que merecem uma visita. O motivo é a diversidade de eventos que ocorrerão nos últimos dias do mês. E o fim de ano deverá atrair mais de 500 mil turistas e movimentar cerca de R$ 570 milhões. Por causa do aumento significativo das taxas turísticas em setembro, 2008 deverá terminar com média de 70% de ocupação, índice recorde para o ano, que costuma registrar médias de 65% a 67%. São Paulo é palco para 90 mil eventos anuais e representa 75% do mercado de feiras do Brasil. O mito de que a capital é apenas um destino de negócios é desmentido por pesquisas da SPTuris. Apenas 40% dos visitantes procuram a cidade com esse objetivo. "São Paulo é uma cidade que dita moda e que trabalha para o desenvolvimento cultural do País", explica o presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho. O turista que vem a São Paulo geralmente é homem, com nível superior completo. A permanência na cidade costuma ser de três dias e ele gasta cerca de R$ 1 mil. O desafio da secretaria é uma permanência maior. "Trabalhamos a idéia do ?ficar mais um dia?", diz Carvalho. AGENDA A 32ª Mostra Internacional de Cinema deu início à temporada de grandes acontecimentos na cidade. Iniciado na sexta-feira, o evento traz 454 filmes e deverá atrair mais de 20 mil turistas. "Nosso público é bem variado. Não é privilégio gostar de cinema. São Paulo está na rota cultural do Brasil", explica o idealizador, Leon Cakoff. A agenda continua com a 28ª Bienal de Artes de São Paulo. Trabalhos de 40 artistas de 20 países serão expostos no prédio da Bienal, no Ibirapuera, a partir do dia 26. CARROS O circuito automobilístico do turismo paulista começará com o 25º Salão do Automóvel, do dia 30 a 9 de novembro, e culminará com a final do Grande Prêmio de Fórmula 1, em 2 de novembro. Mas o Grande Prêmio do Brasil é a maior atração do período. Segundo Carvalho, movimenta R$ 230 milhões. A SPTuris espera que 140 mil pessoas compareçam ao Autódromo de Interlagos nos três dias do evento. São esperados 85 mil turistas. "É um público de alto poder aquisitivo e, portanto, é o que deixa a maior receita." O Salão do Automóvel deve levar 650 mil pessoas ao Parque do Anhembi, 40% deles, turistas. Para o diretor de Feiras, Evaristo Nascimento, responsável pelo salão, é importante que a realização dos eventos receba o apoio de entidades de turismo. "O Salão dinamiza a economia da cidade." Aliar eventos à agenda cultural é o que garante o aumento da procura por São Paulo como destino turístico. Em 2008, pelo menos 12 milhões de visitantes terão passado por aqui. Só em outubro, serão 450 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.