Humberto Costa vai entrar com queixa-crime contra a Veja

O ex-ministro Humberto Costa (PT), candidato ao governo de Pernambuco, anunciou hoje a decisão de entrar com queixa-crime contra os repórteres autores da reportagem da última edição da revista Veja, em que seu nome é envolvido com a operação sanguessuga.O advogado Bráulio Lacerda, contratado pelo candidato, também vai entrar com uma ação civil de perdas e danos contra a revista. Costa entrou em contato com o relator da CPI, Antonio Carlos Biscaia, que investiga o esquema fraudulento de venda com preço superfaturado de ambulâncias, pedindo que as investigações não sejam postergadas para depois da eleição. O ex-ministro garante nada a ter a ver com o caso e quer apuração profunda e imediata do caso.Com base nos depoimentos prestados à Justiça Federal por Luiz Antonio Vedoin, um dos sócios da empresa que vendia as ambulâncias, a reportagem relata como o empresário conseguiu liberar R$ 8 milhões no Ministério da Saúde, durante a gestão de Costa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.