Ibama e Incra fecham carvoarias na Bahia

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e o Centro de Recursos Ambientais do Estado (CRA) fecharam nos últimos dois dias mais de 100 carvoarias instaladas no em torno do Parque Nacional do Descobrimento, no extremo-sul da Bahia, onde um incêndio, que já dura uma semana, destruiu até o momento 4 mil hectares de Mata Atlântica. Pelo menos 140 pessoas, com apoio de helicópteros, carros-pipa e tratores tentam conter as chamas.Após um sobrevôo da região no final de semana, o ministro do Meio Ambiente José Sarney Filho e o secretário do Planejamento da Bahia, Luiz Carreira, verificaram que pelo menos um dos focos do incêndio foi provocado por carvoaria. A extração de madeira é feita de forma ilegal na região, que é protegida pela Legislação Ambiental, em função da grande quantidade de árvores de madeira nobre ameaçadas de extinção, como o pau-brasil, o piqui, a massaranduba e o jacarandá. Enquanto as brigadas anti-fogo tentam controlar as chamas, as autoridades ambientais agora querem identificar os donos das carvoarias que devem ser processados por crime ambiental.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.