MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO
MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Ibama multa Samarco em R$ 500 mil por dia até cumprir contenção de risco

Segundo o órgão, empresa não concluiu alteamento de dique antes do período chuvoso, conforme previsto

André Borges, O Estado de S. Paulo

04 Novembro 2016 | 18h41

BRASÍLIA - A mineradora Samarco, controlada pela Vale e a BHP Billiton, recebeu uma nova multa do Ibama, por descumprir algumas medidas de prevenção e de contenção em casos de dano ambiental. A autuação de R$ 500 mil por dia foi oficializada no dia 1º de novembro e já está em execução. O órgão ambiental deu prazo de 20 dias para que a empresa apresente recurso contra a multa.

Segundo o Ibama, a Samarco foi autuada por deixar de adotar "medidas de precaução ou contenção em caso de risco de dano ambiental grave ou irreversível, ao não tratar efetivamente o rejeito a montante do 'Dique S3', e não concluir seu alteamento antes do período chuvoso", conforme previsto antes em duas notificações. 

A Samarco foi notificada 68 vezes e recebeu sete autos de infração do Ibama desde o dia 5 de novembro de 2015, quando o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), matou 18 pessoas - uma está desaparecida - e deixou o maior rastro de destruição aberto por 34 milhões de metros cúbicos de rejeitos no meio ambiente. As multas aplicadas pelo órgão ambiental já ultrapassam R$ 300 milhões. 

Procurada pela reportagem, a Samarco confirmou o recebimento da notificação e informou que "estuda as medidas cabíveis". Sobre o sistema de diques, a empresa declarou que iniciou, no fim de setembro, a instalação do Dique S4, estrutura complementar ao sistema principal de retenção de sedimentos. "No total, além do S4 (em obras) o sistema contempla os diques S1, S2 e S3. O dique S3, no momento passa por obras de alteamento para ampliar em 800 mil metros cúbicos a sua capacidade. Com o alteamento, a capacidade do S3 passará de 2,1 milhões de metros cúbicos para 2,9 milhões de metros cúbicos. Adicionalmente, a Samarco está construindo a barragem de Nova Santarém.  As obras se encontram em estágio avançado e serão concluídas até o final de dezembro."

 

Mais conteúdo sobre:
Samarco Vale Ibama Mariana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.