Identificados corpos de brasileiros mortos em avião na Bolívia

Avião carregado de cocaína não respondeu a ordem de pouso da polícia boliviana e foi abatido na segunda-feira

João Naves, do Estadão,

24 Agosto 2007 | 14h44

Os dois brasileiros que morreram no avião abatido pela polícia boliviana na segunda-feira, 20, foram identificados nesta sexta-feira, 24. Carlos Aguilar Kuelho Pereira, de 50 anos, morava em Campo Grande e pilotava a aeronave, que levava 124,3 kg de cocaína. Ele estava acompanhado por Roque Júnior Irala Benite, de 29 anos, que morreu em um hospital boliviano dia 22 e foi enterrado em vala comum, no cemitério de La Cuchilla, já que ninguém reclamou o corpo. Pereira será cremado e terá as cinzas transportadas para Campo Grande, onde serão sepultados conforme explicou a filha de Carlos, Luciana Kuelho Pereira. "Toda vez que caía um avião a gente entrava em contato com meu pai. Dessa vez ele sumiu e a gente começou a achar que pudesse ser ele". O corpo foi reconhecido pelo irmão de Lucina, que está em Santa Cruz de La Sierra, tratando do translado. A aeronave paraguaia ZP-TSD foi derrubada por uma equipe da Força Especial de Luta contra o Narcotráfico, porque não atendeu ordem de pouso. Os tiros disparados, acertaram o tanque do avião que explodiu e os corpos das vítimas foram praticamente carbonizado.

Mais conteúdo sobre:
pilotos mortos na Bolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.