Idosa desaparecida é procurada no lixo acumulado na sua casa

Atendendo a uma solicitação de vizinhos, policiais civis do 15º Distrito, do Itaim Bibi, estiveram neste domingo em uma residência da Rua João Cachoeira, onde mora a espanhola Violeta de Carvalho Martinez, de 70 anos. Os vizinhos informaram à polícia que a idosa não é vista há pelo menos quatro dias.Por causa do cheiro forte que vinha do interior da residência, a delegada Maria Aparecida Resende Corsato decidiu arrombar o portão. A delegada disse que nunca viu nada igual. O imóvel, de cerca de 350 metros quadrados, está tomado por lixo, do porão até o segundo andar.A Subprefeitura de Pinheiros já havia retirado do local, até às 3h30 desta madrugada, doze caminhões abarrotados de lixo. O cansaço fez com que policiais e funcionários da Prefeitura suspendessem o trabalho, que deveria retomado nesta manhã.Ainda há muito lixo na residência, principalmente no térreo e no andar de cima. A delegada não descarta a possibilidade do corpo da espanhola estar no meio da sujeira. Violeta, segundo os vizinhos, tem dois filhos. Um mora no Guarujá, em endereço ignorado, e outro, que não é visto há pelo menos 4 anos, morava com a mãe. A delegada apurou que a espanhola sofria de esquizofrenia. Em suas crises, juntava lixo em casa. Trata-se de uma mulher rica, que tem, além da casa da rua João Cachoeira, mais doze imóveis na região de Vila Olímpia e Itaim Bibi, zona sul da capital paulista.

Agencia Estado,

10 de julho de 2006 | 07h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.