Idosa passa mal e morre em confronto da PM com sem-teto

Em quatro capitais diferentes, sem-teto de quatro movimentos iniciam invasões em prédios abandonados

Sérgio Duran, do Estadão,

01 Outubro 2007 | 12h34

Uma mulher de aproximadamente 70 anos de idade teria sofrido um infarto e morreu, na manhã desta segunda-feira, 1º, durante um confronto com a tropa de choque da Polícia Militar em Recife. Segundo as primeiras informações, a mulher faria parte do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e teria ajudado o grupo a fechar quatro avenidas durante um protesto dos manifestantes na capital pernambucana.   Sem-teto de quatro movimentos diferentes invadiram prédios em quatro capitais diferentes na manhã desta segunda-feira, 1. No Recife, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) fecharam quatro avenidas da cidade, inclusive na frente do Palácio do Governo.   Em São Paulo, dois prédios do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) foram ocupados logo cedo por cerca de 450 sem-teto da União Nacional de Moradia Popular (UNMP). Até as 12 horas, os edifícios – um no Viaduto Santa Ifigência e outro na Rua Xavier de Toledo – continuavam invadidos.   A polícia havia sido acionada e aumentado o efetivo na frente dos imóveis. Os sem-teto paulistanos cobram a reforma do prédio do INSS na Avenida Nove de Julho, ocupado na década de 90 e desocupado há cinco anos sob a promessa do governo de transformá-lo em moradia popular.   Os moradores deixaram o imóvel com promessas de pagamento de bolsa-aluguel e outros benefícios que nunca chegaram a ser cumpridos.

Mais conteúdo sobre:
sem-teto invasões

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.