Idosa que acumulou lixo por 20 anos se apresenta à polícia

A espanhola Violeta de Carvalho Martinez, de 70 anos, se apresentou ao 15º Distrito Policial, na tarde desta segunda-feira, no Itaim Bibi. Os policiais vão ouvir o depoimento da senhora, que estava desaparecida há pelo menos quatro dias. Os vizinhos informaram à polícia que a idosa não era vista há pelo menos quatro dias. Policiais e 24 homens da equipe de limpeza da Subprefeitura de Pinheiros recolheram dez caminhões de lixo da residência onde vive a espanhola, na Rua João Cachoeira, nesta manhã. Há tanto lixo no sobrado de 350 metros quadrados e quatro quartos, que, de acordo com a polícia, a limpeza, que começou no domingo, deve prosseguir até a terça-feira. A delegada Maria Aparecida Resende Corsato afirma que, pelo comportamento da espanhola, tudo aponta que ela sofra de um distúrbio conhecido como psicose maníaco depressiva, o que poderia levá-la a coletar lixo e armazená-lo dentro de casa. Pela quantidade encontrada, Violeta deve guardar o lixo há cerca de 20 anos. Por falta de espaço devido ao lixo acumulado do chão ao teto de todos os cômodos da casa, Violeta passou a morar na garagem dentro de um Fiat 147, de acordo com o que a polícia apurou. Maria Aparecida acredita que a idosa tenha bons recursos financeiros, pois além da sua residência estar localizada em uma área nobre da cidade, foram encontradas, na casa, 16 escrituras de imóveis em nome dela em bairros como Vila Nova Conceição e Vila Olímpia.A idosa poderá ser presa por crime contra a saúde pública e contra a pessoa, pois colocou em risco a saúde dos vizinhos, guardando em casa, inclusive, restos de comida, o que contaminou toda a residência, onde muitos ratos foram encontrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.