Igreja Católica lança amanhã Campanha da Fraternidade

Dez mil fiéis são esperados amanhã no Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida, no Vale do Paraíba, durante o lançamento da Campanha da Fraternidade. Neste ano, a Campanha discutirá os problemas enfrentados na sociedade pelas pessoas portadoras de deficiências. A missa solene será celebrada na basílica pelo arcebispo de Aparecida, dom Raymundo Damasceno Assis, às 9 horas. De acordo com a direção do Santuário, um grupo de alunos da Apae (Associação de Pais e Amigos do Excepcional) do município vai representar todos os deficientes do país e cantar durante a missa. "A idéia é mostrar que, apesar das diferenças, a dignidade deve ser respeitada e, para Deus, somos todos iguais", afirmou o arcebispo. Com o fim do carnaval e início da quaresma, a Igreja Católica realiza uma ampla discussão com os fiéis durante as missas sobre a questão da inclusão dos deficientes à sociedade. Os problemas diários, o preconceito, as lutas e conquistas dos portadores de deficiências física e mental fazem parte da discussão. "A quaresma é tempo de reflexão e de desafios. Neste ano, o desafio é conscientizar os cristãos sobre o respeito aos deficientes, reconhecendo todo valor que eles têm. Temos que despertar para esta realidade", disse o padre redentorista Vicente André, assessor do Santuário Nacional. Lançamento oficial A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) faz o lançamento oficial da campanha hoje, na Capela de Nossa Senhora Aparecida, às 10 horas, em Brasília (DF). "A campanha traz ao centro de nossa atenção as pessoas com deficiência, que são freqüentemente vítimas de preconceito e discriminação", defende dom Odilo Pedro Scherer, secretário-geral da CNBB (Confederação dos Bispos do Brasil). A frase "levanta-te e vem para o meio", dita por Jesus Cristo ao curar um homem que tinha as mãos atrofiadas é o lema da campanha que acolhe as pessoas portadoras de necessidades especiais e convida os cristãos a assumirem o compromisso de ajudar os deficientes.

Agencia Estado,

28 Fevereiro 2006 | 16h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.