Igreja Universal irá indenizar família de jovem morto na BA

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a pagar uma indenização de R$ 1 milhão, acrescida de juros e correção monetária, a título de danos morais, aos pais do adolescente Lucas Terra, assassinado aos 14 anos, em março de 2001, por um pastor da igreja. A decisão foi baseada no fato de o crime ter começado dentro de um templo da organização e ter sido praticado por um funcionário registrado da empresa. Apesar de caber recurso da Universal ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), os advogados dos beneficiários anunciaram que já vão entrar com a execução da sentença.A decisão do TJ vem 15 dias depois de o pai de Lucas, Carlos Terra, ter denunciado que está sendo vítima de ameaças e pedir segurança ao Ministério Público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.