Imagem centenária de Nossa Senhora é recuperada no Rio

A imagem de Nossa Senhora de Aparecida furtada no último dia 17 da Igreja de Sant´Ana, em Miguel Pereira, no Rio de Janeiro, foi recuperada na terça-feira, 30. A peça havia sido levada por Paulo Célio Azevedo de Medeiros de 33 anos. Confeccionada por volta de 1850, e com cerca de um metro de altura, a obra estava na capela há 106 anos. Medeiros foi detido quando fazia vistoria do veículo Audi A3, usado no crime, num posto do Departamento de Trânsito (Detran), na Barra da Tijuca. De lá, policiais o acompanharam até a casa do receptor Edvaldo da Silva Filho, de 34 anos, em Honório Gurgel, onde estava a peça. Segundo a delegada titular do 96º Distrito Policial de Miguel Pereira, Roberta Carvalho da Rocha, Medeiros pode ter participado do furto de outras obras na região, inclusive em outros Estados. A suspeita é reforçada por outro crime atribuído ao preso ocorrido há um ano e meio. Na época, foram levada obras tombadas pelo Patrimônio Histórico Nacional da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Paty de Alferes.Policias de Miguel Pereira seguem investigando a quadrilha especializada no roubo de imagens sacras e espera identificar outros envolvidos. Ainda de acordo com os policiais, a divulgação do furto impediu que a imagem fosse levada para São Paulo. Medeiros e Silva Filho estão presos à disposição da Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.