Imagens apontam suspeitos de disparo na Estácio

A Polícia Civil do Rio passou a ter novos subsídios para tentar identificar o autor de um disparo que atingiu a estudante Luciana de Novaes, em 5 de maio, no pátio da Universidade Estácio de Sá, na zona norte do Rio. Novas imagens do circuito interno de tevê da universidade, analisadas no fim de semana por peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), apontam dois suspeitos de terem atirado contra o grupo de estudantes, no qual se encontrava a vítima.Um dos suspeitos estaria circulando pelo pátio. O segundo carregava uma mochila e não correu e nem buscou proteção quando foi ouvido o primeiro estampido. Este passou a ser o maior suspeito de ter disparado contra Luciana. Pelas imagens divulgadas hoje à noite no Fantástico, da TV Globo, ele estica o braço supostamente contra o local em que se encontrava a vítima, num movimento que parece anteceder um disparo de arma de fogo. Luciana continua internada e deve ficar tetraplégica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.