Imagens de pedofilia eram transmitidas por computador do governo

A primeira-dama do Estado, Rosângela Matheus, foi nesta sexta-feira à noite até a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para acompanhar o depoimento de Júlio César Bellis, de 21 anos, acusado de divulgar imagens de pedofilia na Internet. Técnico em informática, Bellis vinha usando um computador da Secretaria de Ação Social e Cidadania, dirigida por Rosângela, para distribuir as imagens. Ele é funcionário da empresa Riocentro, que faz a manutenção dos computadores da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (Faetec), órgão conveniado à secretaria, e foi preso nesta sexta-feira quando chegava ao trabalho.Na casa do técnico, no Méier, zona norte, a polícia encontrou as fotos de sexo explícito divulgadas na rede de computadores. Uma delas mostrava um adulto praticando sexo oral com uma criança de três anos de idade. O material de informática de Bellis foi apreendido e será periciado. A primeira-dama desconfia que a ação do técnico tenha o objetivo de desmoralizar sua secretaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.