Imagens de satélite mostram extensão da tragédia na região serrana do Rio

Fotos espaciais reveladas pelo Inpe mostram a área de Nova Friburgo e Sumidouro

Estadão.com.br, Fotos: Reprodução

20 de janeiro de 2011 | 19h13

SÃO PAULO - Imagens de satélite reveladas pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) nesta quinta-feira, 20, mostram com precisão a destruição causada pelas chuvas nas cidades serranas do Rio.

 

 

Nos mapas - produzidos pelo Núcleo de Pesquisa e Aplicação de Geotecnologias em Desastres Naturais e Eventos Extremos - é possível observar a extensão da tragédia que deixou 754 mortos. As imagens foram feitas no dia 16 de janeiro.

 

 

Os pontos marcados em azul representam as inundações. Em escala menor, imagens do Google Earth revelam como era a região antes das chuvas.

 

 

Ontem, o Inpe anunciou que o International Charter Space and Major Disasters vai enviar imagens e dados de satélites ao órgão que poderão ser usados na reconstrução e prevenção de novos desastres na região serrana.

 

Mais conteúdo sobre:
chuvasRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.