IML do centro do Rio de Janeiro é interditado

Câmeras frigoríficas quebradas, mau cheiro, acúmulo de cadáveres, infiltrações no prédio, elevador interditado, caixões amontoados no pátio interno e a precária infra-estrutura para o atendimento fizeram com que a Secretaria de Segurança do Estado do Rio de Janeiro decidisse por suspender, por tempo indeterminado, vários serviços prestados no Instituto Médico Legal (IML), na Rua dos Inválidos, região central do Rio.Na última terça-feira, os Secretários de Segurança, e de Saúde e o Chefe de Policia Civil estiveram no prédio e viram de perto as péssimas condições de funcionamento. A partir desta sexta-feira o IML só realizará serviços de necropsia. Os exames de corpo de delito vão ser feitos no Instituto de Endocrinologia e Diabetes, no Hospital Moncorvo Filho, no Centro do Rio, e as análises de laboratório no Instituto Estadual Noel Nutels. Para quem está sob custódia da Justiça, o atendimento será feito no Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.