IML identifica corpos de vítimas de queda de helicóptero

O Instituto Médico Legal (IML) liberou, no fim da tarde desta sexta, 28, os corpos das três vítimas do acidente de helicóptero ocorrido ontem, na Lapa, zona oeste de São Paulo. O Bell 206 Jet Ranger, prefixo PT-HQQ, em que estavam o piloto Atila Limp da Costa Mafra, de 29 anos, o coordenador de linha de transmissão José de Oliveira Souza, de 35, e o técnico de manutenção Marcelo da Silva, de 30, caiu na Rua do Curtume, durante um vôo de inspeção da rede elétrica, e pegou fogo.Para a identificação dos corpos, os legistas tiveram de recorrer aos prontuários odontológicos das vítimas. Três especialistas trabalharam no reconhecimento. Ainda não há informações sobre os enterros.Os dois técnicos eram funcionários da concessionária AES Eletropaulo, enquanto o piloto trabalhava para a empresa Plana Brasil Táxi Aéreo. Segundo a concessionária, assistentes sociais apóiam às famílias de Souza e Silva. Como eles morreram em serviço, ambas terão direito a indenização dobrada do seguro de vida, além de pensão de previdência privada e direitos trabalhistas.Para descobrir as causas do acidente, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai analisar as imagens captadas pelo circuito interno de uma empresa que fica próxima ao local da queda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.