Polícia Rodoviária/Divulgação
Polícia Rodoviária/Divulgação

IML libera corpos de jovens acidentados na Bahia

Morte dos cinco jovens ocorreu após um acidente seguido de capotamento e, provavelmente, afogamento

Gheisa Lessa, do estadão.com.br,

25 de abril de 2012 | 14h46

SÃO PAULO - Os corpos dos cinco jovens (dois rapazes e três moças) que estavam desaparecidos desde a última sexta-feira durante uma viagem do Espírito Santo ao sul da Bahia foram liberados do Instituto Médico Legal no início da tarde desta quarta-feira. As famílias dos jovens não quiseram divulgar os locais dos enterros.

Em entrevista ao estadão.com.br, o delegado da Polícia Civil da Bahia responsável pelas investigações, Marcos Vinícius Almeida Costa, disse que a morte dos cinco jovens ocorreu após um acidente seguido de capotamento e, provavelmente, afogamento.

"Ao que tudo indica, o carro seguiu reto em uma curva que leva para a esquerda e, como o carro foi encontrado, com os quatro pneus para cima, dentro de um lago, não podemos descartar a hipótese de que seus ocupantes poderiam ter se afogado", disse Costa.

Ainda segundo ele, a polícia não identificou marcas de frenagem no asfalto que indicassem uma tentativa do motorista de parar o carro. O velocímetro do um Fiat Punto em que os cinco estavam marcava 220 quilômetros por hora, disse Costa. "Como o grupo estava viajando durante a noite, por volta das 22h, o condutor, não teria visto a curva e passado reto", afirmou.

O delegado informou que o carro capotou e caiu em um lago, onde todos os passageiros podem ter morrido afogados. "Apenas um menino, o Marlon, que seguia no banco do passageiro, foi encontrado fora do veículo e não sabemos ainda se ele foi arremessado durante a queda ou se chegou a sobreviver [ao capotamento]". Mas é o laudo da perícia que vai determinar se houve ou não afogamento.

Tudo o que sabemos sobre:
jovens desaparecidosES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.