IML não liberou corpo a pedido de Petrelluzzi

O secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo, Marco Vinicio Petrelluzzi, que deixará o cargo no próximo dia 22, disse hoje que se reunirá mais uma vez com a equipe de peritos para avaliar se o corpo do seqüestrador Fernando Dutra Pinto poderá ser liberado do Instituto Médico Legal (IML)."Fui eu que pedi que o corpo não fosse entregue à família antes de ter a certeza de que todos os exames tenham sido feitos. Não sei dizer ainda quando o corpo será liberado", afirmou Petrelluzzi, que deverá se reunir com a equipe ainda esta tarde.Fernando Dutra Pinto foi um dos seqüestradores de Patrícia Abravanel ,filha do empresário e apresentador Silvio Santos. Ele morreu no último dia 2 de infecção generalizada. As circunstâncias estão sendo investigadas. Petrelluzzi deixará o cargo para se candidatar a uma das vagas a deputado federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.