Impasse impede fim de enchentes em SP

Outro grave problema de São Paulo abordado durante o sobrevôo à capital paulista realizado pela prefeita Marta Suplicy a bordo do helicóptero da Rádio Eldorado foi o das enchentes. Marta explicou que está mantendo entendimentos com o governo do Estado e que a Prefeitura já ofereceu terrenos para a construção de piscinões. Um deles foi aceito, mas outros acabaram sendo recusados porque, segundo o governo do Estado, não possuem ligação com municípios vizinhos. Marta afirmou que discorda dessa posição porque "se a postura é fazer parceria, é fazer parceria dentro da cidade, eu sou prefeita da cidade de São Paulo".A prefeita declarou também que o governador Geraldo Alckmin pediu que fosse retomada a oferta da Prefeitura de São Paulo sobre o Carandiru. A Prefeitura informou que poderia fazer uma operação urbana e que, com isso, poderia levantar cerca de R$ 100 milhões para as obras. A verba seria dada ao governo do Estado que, por sua vez, retiraria a penitenciária daquela área, que seria transformada num parque. "Num primeiro momento, o governador não aceitou e falou que preferia utilizar recursos federais. Agora, porém, com o caso do Rodoanel, ele retomou a discussão e eu creio que ele preferiu jogar todas suas fichas na Prefeitura. Nós vamos, sim, fazer um projeto muito bonito".Quanto à dengue, Marta assegurou que a população vai ter que adotar um grande controle sobre garrafas, pneus e outros objetos que possam armazenar água. Apesar da chegada do frio e, ao contrário do que muita gente pensa, as larvas do mosquito transmissor da doença ficam hibernadas para voltar depois, na época do calor. "O povo não está colaborando, não está limpando os quintais, está deixando acumular sujeira e principalmente água. "Eu estava em discórdia com o secretário Eduardo Jorge sobre a tragédia que seria uma epidemia dessa doença na cidade de São Paulo. Ele quer fazer uma campanha - e até aí eu concordo - mas também quer multar porque, sem as multa as pessoas não vão obedecer. Eu estava resistindo, mas agora estou bem propensa a baixar essa portaria. Aliás, gostaria de saber a opinião dos ouvintes da Rádio Eldorado sobre esse assunto".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.