Impedida entrada de celulares e droga em prisão

Agentes de segurança da Penitenciária 2 de São Vicente, descobriram, ontem, 11 celulares, 6 carregadores, 7 serras, uma garrafa de uísque, R$ 15,00 em notas, 6 quilos de maconha e 20 pedras de crack escondidos em uma carga de madeira que seria utilizada na confecção de prendedores de roupas, produzidos por detentos. O material foi encontrado no caminhão antes de entrar no presídio, localizado no quilômetro 66 da rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no litoral do Estado de São Paulo. Policiais militares da 3ª Companhia do 36º Batalhão do Interior foram acionados e prenderam em flagrante o motorista da carreta, Erinaldo Santana Santos, de 26 anos, que acabou indiciado por tráfico de drogas. O caminhão Mercedes Bens, modelo L-1214, pertencia à empresa Varal Artefatos de Madeira Ltda. A polícia ainda não conseguiu descobrir a origem de todo o material que entraria junto com a madeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.