Imperatriz Leopoldinense esbanja luxo para retratar a fé

Escola mostrou alegorias enormes e fantasias volumosas na Marquês de Sapucaí, mas falhou na evolução

Gabriel Pinheiro, estadao.com.br

14 de fevereiro de 2010 | 23h53

 

RIO - A Imperatriz Leopoldinense esbanjou luxo em seu desfile na Marquês de Sapucaí. Buscando o nono título, a tradicional escola do bairro de Ramos, zona norte do Rio, escolheu levar para a avenida um aspecto muito característico na sociedade brasileira: a fé. O samba de enredo "Brasil de todos os Deuses" retratou as diversas religiões que compõem o mosaico espiritual do Brasil.

 

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos da Imperatriz

blog Acompanhe o carnaval pelo País no blog

especial Cobertura completa da folia na página especial

 

A agremiação mostrou um desfile de quase R$ 5 milhões, com alegorias enormes e fantasias volumosas, mas teve problemas no carro abre-alas, longo e cheio de engrenagens. A falha afetou a evolução e abriu um buraco no desfile em frente aos jurados. A verde e branca teve que correr no final para não ultrapassar o tempo permitido.

 

As 47 alas e oito alegorias (mais um quadripé) representavam os mistérios do islamismo, budismo, judaísmo, cristianismo e das crenças indígenas. O carnavalesco é um velho conhecido: Max Lopez, que já teve uma passagem vitoriosa pela escola em 1989, com "Liberdade, Liberdade, Abre as Asas sobre Nós". Ele substitui Rosa Magalhães após uma parceria de 18 anos.

 

Modelo Luiza Brunet, rainha de bateria da Imperatriz.

 

O diretor de Carnaval, Wagner Tavares de Araújo, não associa a troca aos resultados ruins de aos anteriores. "Com a Rosa tanto obtivemos um sétimo lugar (no ano passado) como conquistamos cinco títulos", afirma.

 

(Com Jacqueline Farid, de O Estado de S. Paulo)

 

link União enfrenta problema com carro na abertura dos desfiles

Tudo o que sabemos sobre:
CarnavalImperatriz Leopodinense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.