Império da Casa Verde põe carro de 55 metros na avenida

A Império da Casa Verde, bicampeã 2005/06 do Grupo Especial de São Paulo, prepara a entrada de um dos maiores carros alegóricos da história e o maior deste carnaval paulistano: o abre-alas com os tradicionais tigres, com 55 metros de extensão, 11 metros de largura e quase o máximo permitido de altura, 15 metros. Praticamente todas as escolas levaram seus carros para o Anhembi, na terça-feira, 13, em operação da Eletropaulo com a Companhia de Engenharia de Tráfego. Nesta madrugada, outros 25 carros seriam transportados para a área da concentração do sambódromo. A operação envolve fechar ruas e retirar parte da fiação aérea, dependendo do trajeto e do tamanho do carro alegórico. Na Casa Verde, a ordem é manter segredo sobre as principais atrações do desfile. Mas praticamente todos os carros são maiores que os maiores das outras 13 agremiações rivais, com medidas superiores a 25 metros. O segundo maior carro será o abre-alas da Unidos da Vila Maria, com 40 metros de extensão por 11 metros de largura e 12 metros de altura, contando os passistas. Os que não apostaram no tamanho, porém, podem ganhar na criatividade. A Vila Maria terá um aquário no abre-alas para fazer apelo à preservação de Cubatão, que será homenageada pela escola. O terceiro carro da Acadêmicos do Tucuruvi é uma das armas da agremiação. Segundo o carnavalesco Lucas Pinto, uma engrenagem de 3 metros de diâmetro, parecida com um exaustor de galpão industrial, fará o carro ser movido pela energia dos ventos (eólica). A escola tem este ano enredo ecológico, Renovar é Preciso Para Que o Viver Seja Preciso. A alusão à energia eólica virá também em 6 mil cataventos, no carro e nos adereços da ala na seqüência. A Nenê de Vila Matilde, que homenageia João Saad, fundador da TV Bandeirantes, terá um carro cujo destaque principal é a humorista Dercy Gonçalves. Uma aposta do carnavalesco André Machado é o último carro, com 12 televisores de plasma com imagens do público: ?Eles fazem o espetáculo.? Marco Aurélio, carnavalesco da Tom Maior, aposta no abre-alas, o maior carro da escola. Batizado de Tempos Modernos, fará uma alegoria ao filme de Charles Chaplin com uma pilha de 5 mil aparelhos sucateados, entre industriais e eletrodomésticos. O bom humor será o tom dos carros da Mocidade Alegre, com tamanho padrão de 22 metros por 8,6 metros de altura e 10,5 metros de largura. O mais original trará uma caricatura do dia-a-dia do brasileiro com um ônibus em forma de lata de sardinha. Abre-alas Todas as 14 escolas do Grupo Especial terão cinco carros, e o abre-alas é o destaque da maioria. Na Rosas de Ouro, o carro de 32 metros mostra a evolução humana na figura de um casal. A Vai-Vai terá a réplica de uma refinaria de petróleo, no terceiro carro, com 25 metros. A Pérola Negra terá abre-alas com três pérolas suspensas. A Águia de Ouro terá um vulcão, de onde sairá um destaque. A Peruche, que homenageia Maurício de Souza, terá uma revoada de cegonhas e vários bebês com o rosto da Mônica. A Mancha Verde terá um abre-alas sobre o apocalipse, com quatro cavaleiros como ?manchinhas?.

Agencia Estado,

14 Fevereiro 2007 | 13h57

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.