Imprensa internacional destacou motim

Os principais jornais da Europa e dos Estados Unidos deram destaque às rebeliões em seqüência ocorridas no domingo no Estado de São Paulo.O sistema de notícias da BBC de Londres fez questão de ressaltar que o sistema prisional constitui "a reinvenção do inferno", na definição de uma comissão do Congresso Nacional. A BBC salientou que as rebeliões no País viraram epidemia. Ainda na Inglaterra, o The Guardian considerou que a situação é caótica e fora de controle num dos piores sistemas do mundo. Já o diário espanhol El País ressaltou que a liderança dos motins estava no "infernal" Carandiru, sob o comando do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma "organização narcotraficante" que se insurgiu por causa da transferência de líderes. O The New York Times preferiu mostrar em seu noticiário que observadores internacionais, ligados aos direitos humanos, acompanhavam de perto a situação nos presídios. O Los Angeles Times retratou a tensão no início da noite de domingo, enquanto The Washington Post comentou as imagens televisivas da rebelião e lembrou o episódio do massacre do Carandiru, quando 111 presos foram mortos, durante a invasão do Pavilhão 9 pela Tropa de Choque da Polícia Militar, em 1992.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.