Incêndio altera percurso de trios em Salvador

A coordenação do carnaval de Salvador decidiu alterar o percurso dos desfiles dos blocos carnavalescos no circuito Osmar, centro da cidade, em função do incêndio ocorrido numcasarão na Praça do Campo Grande, ponto de partida da festa. O coordenador da Defesa Civil da Prefeitura José Carlos Fernandes e oficiais do Corpo de Bombeiros acharam temeroso liberar a Rua do Forte de São Pedro, onde se localiza o imóvel queimado, temendo um desabamento que poderia causar um acidente sério. "Precisamos de umaavaliação mais minuciosa antes de liberar essa área", disse de forma prudente Fernandes.Com isso, os blocos foram orientados por volta das 20h15 a seguir pela parte de trás da Praça do Campo Grande a partir do Hotel da Bahia em direção à Praça Castro Alves, evitando o camarote oficial onde ficam as autoridades e as emissoras de televisão que transmitem os desfiles no centro. O problema atrasou em mais de quatro horas a saída dos blocos no centro, provocando um grande engarrafamento de trios elétricos e muita irritação entre os milhares de foliões que pagaramcaro para brincar nas entidades carnavalescas.Além do problema no casarão do Campo Grande outro incêndio assustou os foliões. Logo depois que os bombeiros controlaram o primeiro incêndio o fogo irrompeu num casarão abandonado de uma transversal da Rua Saldanha da Gama no Pelourinho. Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local, mas tiveram dificuldade de se aproximar do imóvel devido às ruas estreitas do Pelourinho. O fogo foi controlado por volta das 20 horas. Policiais que patrulham o Pelourinho acham que o incêndio foi causado por traficantes que costumam invadir o local para o consumo de entorpecentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.