Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Incêndio de grande proporção tem novo foco no Parque Nacional de Brasília

Pelo menos 30 bombeiros trabalharam para apagar as chamas; ar seco pode ter ajudado a espalhar o fogo, que todo ano atinge a região

Sara Abdo, O Estado de S.Paulo

31 Agosto 2017 | 10h21
Atualizado 31 Agosto 2017 | 10h46

SÃO PAULO - Um incêndio de grandes proporções atingiu o Parque Nacional de Brasília nesta quarta-feira, 30. O fogo teria começado no início da manhã e foi controlado e extinto por uma equipe de pelo menos 30 bombeiros. Segundo o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a umidade do ar, que está em torno dos 32%, pode ter facilitado a propagação das chamas. 

As equipes conseguiram controlar e extinguir o fogo por volta das 21 horas de quarta. A medição da área atingida seria feita nesta quinta-feira, 31, pela manhã, mas houve uma reignição do fogo e os bombeiros tiveram que voltar ao local para apagar o novo foco.  

+++ Incêndio consome 25% do Parque Nacional de Brasilia

A umidade do ar está baixa na região de Brasília, o que pode ter sido um fator a mais para a propagação do fogo, segundo um porta-voz da operação do Corpo de Bombeiros. De acordo com a Climatempo, a umidade do ar na capital federal está em torno dos 32%. As causas do incêndio ainda serão investigadas pela perícia. 

+++ Governo triplica área do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Ainda segundo relato do Corpo de Bombeiros, todos os anos ocorrem incêndios no Parque Nacional de Brasília, também conhecido como Água Mineral. A área é uma unidade de conservação e proteção natural e está muito próxima À Asa Norte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.