Incêndio destrói mais de 70 imóveis e deixa dezenas de desabrigados em MT

Chamas em Marcelândia foram controladas hoje; 300 pessoas foram atendidas em hospital

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

12 de agosto de 2010 | 14h51

 

SÃO PAULO - Mais de 70 imóveis ficaram totalmente destruídos em Marcelândia, a 710 quilômetros de Cuiabá, em Mato Grosso, no incêndio que começou na manhã de quarta-feira, 11. Segundo o corpo de bombeiros da região, 70 casas e sete das 20 madeireiras atingidas foram consumidas pelo fogo.

 

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos do incêndio

 

O incêndio foi controlado hoje cedo e a corporação iniciou o trabalho de rescaldo para evitar que as chamas recomecem. O número de desabrigados ainda está sendo contabilizado pela Defesa Civil, mas estima-se que cerca de 80 moradores perderam suas casas. As famílias afetadas pelo desastre foram levadas para o salão paroquial e para escolas do município.

 

De acordo com o major Lahel Rodrigues, do 4º Batalhão de Bombeiros, de Sinop, 300 pessoas foram atendidas no hospital da cidade com problemas respiratórios, ardência nos olhos e algumas com queimaduras leves. Ninguém morreu.

 

No total, 100 pessoas trabalham no combate as chamas - entre policiais militares, bombeiros, funcionários da prefeitura e populares. Um helicóptero presta apoio na ação.

 

O fogo teria começado em um lixão próximo de madeireiras da cidade, mas fiscais da Secretaria Estadual do Meio Ambientes ainda investigam o caso. A vegetação seca, a umidade relativa do ar baixa dificultaram o combate.

 

Tocantins. O incêndio que atinge o Parque Estadual do Lajeado, em Palmas, no Tocantins, desde sexta-feira, 6, também foi controlado, mas as chamas ainda não foram apagadas, segundo informou o Corpo de Bombeiros do Estado nesta quinta.

 

De acordo com a corporação, além do parque, chácaras e áreas de preservação foram atingidas pelo fogo. Uma equipe formada por 100 homens do Corpo de Bombeiros e da Guarda Metropolitana trabalham no combate as chamas. A prioridade é evitar a propagação do incêndio nas regiões de chácaras que ainda estão sendo afetadas por focos de pequena proporção.

 

A área atingida ainda não foi calculada, pois existem diversos focos de queimada. As causas do incêndio ainda serão investigadas pela Delegacia do Meio Ambiente. Não há informação sobre feridos.

 

Os fortes ventos, que hoje chegaram a 70km/h, e a baixa umidade do ar dificultam o trabalho de combate ao fogo.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndioMato Grosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.